9.11.16

Minha experiência: Visto americano

Hello hello!

Mais um post resgatado das profundezas! Hahahaha!

Escrevi lááááá em setembro de 2015, quando viajei para o Rio de Janeiro vulgo cidade maravilhosa, para tirar o visto americano. Lembram que o meu sonho era conhecer Nova Iorque e fui em outubro do ano passado? Então! Esse aí foi o primeiro passo para realizá-lo.

Vale lembrar que este post não é um passo a passo de como tirar o visto, apenas fiz um resumo e falei sobre a minha experiência, certo?

Etapas

1. Preencher o formulário (Há diversos sites que podem te auxiliar na hora de preencher o formulário, basta pesquisar!);

2. Efetuar o pagamento;

3. Agendar a entrevista;

4. Comparecer a um dos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) para coleta das impressões digitais e foto;

5. Comparecer a um dos consulados para fazer a entrevista.

6. Se o visto for concedido, basta esperar o passaporte chegar na sua casa (É uma emoção enorme quando ele chega com a página do visto americano! ♥).


Onde tirar

A partir de 2012, os CASVs passaram a funcionar em BrasíliaBelo HorizonteRecifeRio de Janeiro e São Paulo. Eu escolhi o Rio porque sou apaixonada por aquele lugar e juntei o útil ao agradável. :)


Sobre o meu visto

O meu visto é o de turista B1/B2, válido por 10 anos. Com ele você pode fazer turismo, compras, consultas médicas, participações em congressos e feiras, reuniões de negócios...


Minha experiência

Consegui agendar o CASV e o consulado no mesmo dia, mas é difícil conseguir. O CASV é tranquilo, afinal, é só a parte da coleta das impressões digitais e a foto, já no consulado existe um climão já que é a "prova de fogo" digamos assim. Lá eles têm todos os seus dados e te entrevistam para saber quais são as suas reais intenções.  Todos são muito profissionais, educados e sérios. É tudo MUITO organizado. A minha entrevista não durou nem 5 minutos e o meu passaporte chegou em cinco dias.


Se liga!

- Confira se você está levando os documentos obrigatórios e necessários, deixa a dica de organizar todos eles em uma pastinha, facilita muito.

- Na etapa do consulado (onde você faz a entrevista) não pode entrar com aparelhos eletrônicos. Ou seja, deixe o seu celular no cofre do hotel. NÃO LEVA porque não entra MESMO! Tem gente do lado de fora que cobra R$ 7 para guardar o que for necessário, mas aí é meio na sorte. Né?!

- Preencha com sinceridade o formulário e mantenha a calma na hora da entrevista.


Sites que podem te ajudar na hora de preencher o formulário:





Hotel, táxis, passeios

Me hospedei no Ibis localizado no Centro, a 200 metros do Aeroporto Santos Dumont, menos de 1 km da praia, apenas 15 minutos de Copacabana e 5 minutos da Lapa. A comida do hotel é divina, com preço amigo, internet wi-fi disponível (o sinal é ótimo!) e ar condicionado. Para saber mais basta acessar o site.

O táxi no Rio de Janeiro é muito em conta e a boa localização do hotel também ajuda. Você pode depender de táxi sem medo.

Como fui com um foco e fiquei pouco tempo, não deu para passear muito. Já tinha ido ao Rio uma vez e pude visitar os pontos turísticos e curtir bastante as praias. Dessa vez, andei pelos arredores do hotel e fui até a Barra da Tijuca. É bem longe do Centro, mas foi por uma boa causa, conheci uma amiga virtual (é engraçado como isso soa, né? Hahaha) e aproveitei para conhecer o Barra Shopping.


Tem alguma dúvida? Deixa nos comentários que eu tento te ajudar!

Beijo e..

LET'S TRAVEL!!! 

0 comentários:

Postar um comentário

 
ana lu fernandes - 2016 // voltar para o topo // design + código gbml