30.12.16

"Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?"

Todo mês de dezembro costumo colocar no papel minhas metas para o próximo ano e procuro, de verdade, fazer o possível (e o impossível também) para realizá-las. Sempre planejei muito e vivi tempo integral para o meu trabalho, incluindo sábado e domingo muitas vezes. Cabeça a mil e stress mode on SEMPRE! Refletia com frequência sobre minha vida e o que fazer para melhorar, mas não agia. 

No ano de 2013, perdi meu pai inesperadamente por conta de um infarto e uma luz vermelha se acendeu: se continuar assim, a próxima serei eu. Então, coloquei nas minhas metas: Para o próximo ano: mais saúde, menos pressa, mais momentos com quem amo, mais viagens e menos mimimi. E, no ano seguinte, segui à risca. Comecei a levar meu pilates a sério, diminui alimentos industrializados, investi em alimentação saudável e orgânicos, diminui meu ritmo de trabalho, viajei e troquei a reclamação pela GRATIDÃO.



Meu ano de 2014 foi incrível com essa prática, mas eu queria melhorar ainda mais.

Durante uma conversa, uma amiga me falou de uma academia ótima que gostaria que eu fosse conhecer. Confesso que sempre detestei academia, aquele ambiente não é para mim. Aquelas mulheres lindas, maquiadas e perfumadas e eu exausta após 12 horas - ou mais - de trabalho? NÃO! SEM CHANCE! Mas, estava disposta a conhecer e simplesmente A-M-E-I, sério! Uma academia completa, preço amigo e com diversas modalidades. Fiz um plano de 10 meses resmungando porque achei muito tempo, mas ok, fui lá e fiz. Dia após dia, fui amando cada vez mais, fazendo amigos e então renovei o plano por 14 meses. Hoje, vou todos os dias, até no final de semana. 

Mas, conto isso para ilustrar que sou resistente à mudança. Eu quero mudar, mas quando chega a hora eu travo, sei lá. Recado: vale muito a pena tentar se redescobrir.

Em paralelo a isso, sempre fazia massagens relaxantes, meditação, leituras de auto-conhecimento, reiki e por aí vai. Sim, eu acredito muito em energia e na força do pensamento! Seguindo alguns famosos no Instagram conheci o Mahamudra, um método que busca constante evolução dos 3 pilares do ser humano: corpo, mente e espírito. Achei incrível e me propus a mandar um email para saber valores e mais informações. Alegrou-me saber que os valores são acessíveis e que as atividades são ao ar livre - meditação e treinamento funcional. Participei de um aulão para conhecer melhor e me perguntei porquê não fui antes. 

Eu melhoro como ser humano a cada dia e tenho a convicção de que preciso de cada vez menos COISAS para viver feliz. Celebro os instantes, largo tudo e vou quando alguém me faz um convite. Minha terapeuta fala que tudo que a gente precisa para viver cabe dentro de uma mala, depois que ouvi isso meu consumismo foi reduzido significativamente. Às vezes, compensamos no consumo alguma coisa que nos falta na vida, sei lá.

Nos meus recém-completados 37 anos posso dizer com toda sinceridade que estou muito mais jovem do que nos anos anteriores. Após esses 3 anos de constante mudança e conhecimento, melhorei em todos os sentidos. Agora tenho até uns musculinhos! Hehehe :)

Pessoas que não estão vibrando a mesma energia se afastaram (amém!), outras se aproximaram, novas oportunidades surgiram e tudo mudou (aqui dentro de mim). 

Procura o que te faz feliz, aproveita o instante, celebra, perdoa e, acima de tudo, seja GRATO. Todas as experiências que temos é para a nossa evolução, então, perdoe e agradeça. Deseje felicidade e luz para quem te fez sofrer e verás que a tua vida vai prosperar. Parto do princípio que gente feliz não incomoda, então... desejo felicidade!

Sem mais delongas, se exercite, se conheça, se ame e seja GRATO.

Grande beijo,

Aline Fernandes (ou mãe da blogueira, se vocês preferirem!)

2 comentários:

  1. Amei cada palavra amiga loira linda. Ficamos muito felizes com as conquistas de vcs, sejam elas quais forem. Amamos vcs. Grande beijo.

    ResponderExcluir
  2. Amei!!! aplicando para minha vida já!!!!

    ResponderExcluir

 
ana lu fernandes - 2016 // voltar para o topo // design + código gbml