7.9.17

SETEMBRO AMARELO: Falar é a melhor solução

O Setembro Amarelo é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país, visando a conscientização da prevenção ao suicídioA ideia é promover eventos onde se possa debater sobre o suicídio, além de divulgar o tema e a importância desta discussão.

Atualmente, o suicídio é um problema de saúde pública e os casos têm aumentado entre os jovens. De acordo com números oficiais, 32 brasileiros cometem suicídio por dia. Esses números superam mortes por doenças como AIDS e a maioria dos tipos de câncer.

Segundo o site oficial da campanha, esse tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem desse assunto e, por medo ou por desconhecimento, não enxergam quando alguém próximo tem pensamentos suicidas. A boa notícia é que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 entre 10 casos podem se evitados, mas para isso é preciso buscar ajuda.


Mas, como você pode ajudar na campanha?

Redes Sociais

Hoje, as redes sociais são os meios de comunicação mais fortes e abrangentes. Por isso, utilize suas redes sociais para divulgar fotos, vídeos e o site oficial da campanha. Coloque-se à disposição para conversar com pessoas que precisam ser ouvidas.

Fique atento a essas frases

- Queria dormir para sempre;
- Os outros vão ser mais felizes sem mim;
- Eu não aguento mais;

Não veja como drama, mas como um pedido de ajuda de quem sofre de doenças psicoemocionais. Ao contrário do que muitos pensam e do que é divulgado, o suicídio não é um ato impulsivo. Por isso, é importante ficar atento aos sinais de quem está próximo de você e pode estar precisando de ajuda.


Leia sobre o tema

Muitas pessoas deixam de oferecer ajuda pois não sabem como abordar o tema. Por isso, leia sobre o assunto, entenda os sinais e como eles acontecem, saiba como abordar alguém que você desconfia que possa estar pensando no suicídio como solução.

Ofereça apoio sincero

Não adianta você publicar nas suas redes sociais que sua inbox está aberta para que as pessoas te procurem caso elas precisem conversar e na hora H você tratar os relatos como drama ou frescura. Entenda que, caso alguém te procure, ela está confiando em você e na sua amizade como meio para ajuda-lá, sinta-se privilegiado

Dicas finais

Depressão, síndrome do pânico, pensamentos suicidas... Nada disso é frescura. Não é falta de Deus, nem de atividades para ocupar a mente. Pessoas depressivas não querem chamar a atenção, elas precisam de ajuda e de empatia. 

Ter superado uma doença psicoemocional não te dá o direito de julgar a dor do outro. Use sua superação para ajudar o próximo.



É com pequenas e significantes atitudes que podemos evitar que o número de suicídios aumente. Não somos super-herois, mas acredite: Sua atitude pode salvar uma vida.

Caso você conviva com alguém que esteja precisando de ajuda, encoraje-o a procurar o tratamento especializado. No site Setembro Amarelo você pode procurar mais sobre como ajudar.

Se precisar de ajuda, é só ligar 141. É o número do Centro de Valorização da Vida.

Se você que está lendo este post precisa conversar, nossas redes sociais estarão abertas para você! Você pode me encontrar no Twitter e Instagram.

Use suas redes sociais para ajudar na campanha. Use a hastag: #SetembroAmarelo.

Você não está sozinho. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
ana lu fernandes - 2016 // voltar para o topo // design + código gbml