19.8.18

#MigasViajam: Guia de viagem para Buenos Aires

Viajar é bom, né?

Eu e a Ana já estamos com muita saudade de Buenos Aires e pensando em tudo que fizemos, descobrimos, sentimos e vivemos na capital mais fotogênica da América do Sul, resolvemos compartilhar isso com vocês e montamos um guia.

Bora lá?!



ONDE COMER



Acho que teria um treco se não desse uma passadinha no London City Café. Primeiro por ser um clássico da cidade, segundo por ser o lugar favorito do Cortázar, escritor argentino. Tem até um um tipo de estátua (ou seria busto?) dele lá e demos a sorte de sentar bem pertinho.

Agora falando de comida: tem de tudo. Você pode fazer todas as refeições do dia lá, já que o local abre cedinho, lá pelas 6h, e funciona até meia noite. Comi torradinhas com café e a Ana pediu as tradicionais medialunas - que a gente levou mil anos pra entender que na verdade é um tipo de croissant - e capuccino. 



Sabe aqueles lugares podre de chiques com vibe industrial que a gente vê no Pinterest e acha que nunca vai ter a chance de ir em um? Pois é, eu estive. E você também pode se for pra Buenos Aires.

O Niina Bakery é um lugar super aconchegante no estilo moderninho e clean. Nós fomos pra almoçar, mas você pode fazer várias refeições, do brunch a janta. Comi um hamburguer que vinha com ovo e acompanhava batatinha frita. Ma-ra-vilho-so! Quase não dei conta de comer. E a Ana pediu uns sanduichinhos de salmão que eram de chorar de bom (sim, eu experimentei pois não sou boba nem nada). Pra acompanhar, suquinhos diferentões que casam muito bem com as comidinhas.  



Ok. Nossa experiência no La Panera Rosa não foi das melhores. Na verdade, foi bem decepcionante. Pra começar, o lugar é muito fofo, mesmo, mas praticamente não se pode tirar fotos/filmar lá dentro. Resolvemos pedir algo: a Ana um milkshake, eu um mocca (que era gelado e não estava nada bom).
O cardápio tem muitas opções: desde bebidas quentes e frias a tortas, doces, panquecas, etc. Espero que vocês tenham mais sorte que nós, mas vale uma passadinha lá.



ONDE FAZER ROLÊ CULT

Existe um boato de que se você falar 'rolê culto' em qualquer lugar no mundo eu misteriosamente vou aparecer do seu lado pois simplesmente amo. Lá em Buenos Aires, tem muitos. Então anota aí e deixa essa vibe te levar!
Se Palermo é o bairro mais cool e descolado, Recoleta fica com a característica culta da cidade - na minha percepção, claro. Por ali ficam as atrações que mais me agradaram em conhecer na hora de montar nosso roteiro de viagem - e demos sorte, porque foi demais!

Se a sua vibe for histórica, você pode dar uma passadinha rápida no Cemitério da Recoleta, que tem estátuas e mausoléus. É lá, inclusive, que a Evita Perón foi sepultada. Se você é perdido nos rolês a Evita Perón é uma atriz argentina e também ficou marcada na política, primeiro por ter sido primeiro-dama da Argentina, e depois por se envolver na luta pelos direitos das mulheres. Sabia que ela ajudou a lutar pelo direito de voto das mulheres lá? Ícone feminista faz assim né, mores.

Seguindo a rua Azcuénaga você vai chegar no Buenos Aires Design. O lugar todo pensando na arquitetura e no design, claro, reúne várias lojas com artigos de design e objetos de decoração. São dois andares de lojas desse nicho, e ainda tem um terraço super legal que tem barzinhos e cafés. Lá também acontecem diversos eventos culturais e tem o Hard Rock Café.

Depois, você atravessa a Plaza Francia e chega no Museu Nacional de Belas Artes. De fora, já parece incrível, mas eu garanto que dentro é muito mais. Além de ter um dos acervos artístico mais rico da América Latina, com obras do Debret, Candido Portinari e Francesco Cozza, o museu também tem um espaço para exposições rotativas.

Seguindo do Museu Nacional de Belas Artes e seguindo à direita na Avenida del Libertador você vai chegar no Museu Nacional de Artes Decorativas. Não chegamos a fazer a visita dentro - passamos só pelo jardim -, mas parece valer a visita também.



ONDE TIRAR BOAS FOTOS


Olha, sinceramente, o tópico deveria ser: não tem como não tirar boas fotos. A minha percepção é que Buenos Aires é fotogênica como um todo. Sério! As ruas, as construções, as praças, os cafés. Parece que se você puxar o celular do bolso e simplesmente registrar vai dar uma boa foto.




ONDE TURISTAR


Sempre que viajo tento sair da linha da turista clássica e conhecer lugares diferentes, que fazem parte da rotina de quem mora no local e vive aquela cultura. Mas, como toda boa viagem, sempre tem aqueles lugares que não dá pra deixar de ir, então anota aí:




A Plaza de Mayo é o coração de Buenos Aires e a principal praça da cidade. O Cabildo, ali pertinho, é um dos edifícios mais antigos do governo argentino e durante anos foi sede da Câmara Municipal. Depois, você já está nos arredores da praça e dá uma passadinha da Catedral Metropolitana que tem uma arquitetura incrível, esculturas absurdas de lindas e um piso super bonito (desculpa, eu adoro pisos bonitos então sempre noto). Seguindo pela praça tem a tal famosa Casa Rosada, sede da presidência da Argentina. Nós não chegamos a entrar, mas quem tiver interesse em se aprofundar na história você pode conferir os horários de visitação e mergulhar nas curiosidades dos hermanos. E então, logo ali pertinho, tem o Banco Nacional da Argentina. O prédio é enorme (pelo menos eu achei), e segue aquele estilo de arquitetura das cidades europeias. Dá pra ficar impressionado se você nunca viu o Panteão ao vivo e tals.





Sabe aquelas casinhas coloridas que sempre surgem quando alguém fala de Buenos Aires? Então, elas ficam em duas ou três ruas conhecidas como Caminito, localizadas no bairro La Boca. Na verdade, o Caminito é meio que uma favela turística, porque o bairro fica na região periférica da cidade, que dizem as más ou boas línguas é bem perigoso de andar por lá. O ideal é você circular só por ali onde tem o movimento, conhecer as feirinhas e a arte que a galera vende na rua e dar um pulinho do loja da Havanna que tem lá.

Perto dali fica o estádio do tradicional time da Argentina, o Boca Juniors. Mas não chegamos a ir até lá e só passamos na frente de carro.


Tem como não querer conhecer Buenos Aires depois de tudo isso que contei e mostrei? Acho que não, né?

Então se planeja aí (a Ana fez um post dando dicas de como economizar pra viajar), faz aquele alerta de passagens aéreas pra Buenos Aires no TripAdvisor e aí é só esperar as suas férias pra comer muito alfajor e conhecer o cantinho que é a cara da Europa em plena América do Sul.

¡Hasta luego!

0 comentários:

Postar um comentário

 
ana lu fernandes - 2016 // voltar para o topo // design + código gbml